sábado, 29 de setembro de 2007

AVDR INICIA CAMPANHA POR UMA BASE DA PM

A AVDR (Associação Voluntária Douglas Ribeiro), deu ínicio a um abaixo assinado para preitear uma base da Polícia Militar na Avenida Imperador, no pq. Guarani, em baixo da Av. Jacu Pêssego.
Segundo Ribeiro, diretor da AVDR, “Queremos recolher um número mínimo de 10 mil assinaturas e vamos brigar muito, já sabemos que a luta é árdua”.
Você que é comerciante ou morador da região não deixe de participar desta luta. A AVDR, já reivindica desde 2004 quando foi fundada, 1 passarela sobre a via expressa Jacú Pêssego. Desde 1998, a canalização do Córrego Sabugueiro e também trabalha na comissão que requer um posto de saúde. Todos no pq. Guarani. Com seus serviços gratuitos e convênios já atendeu 600 pessoas / famílias.
AVDR, fica na Rainha da Noite – 35 Pq. Guarani / Itaquera - fones: 6151-8910 / 9591-7276 / 6152-6506 www.avdr.com.br e avdrbrasil@yahoo.com.br PEDIMOS A TODOS QUE PUDEREM NOS AJUDAR, QUE IMPRIMA ESSE MODELO DE ABAIXO ASSINADO E NOS ENVIE PELO CORREIO. R: RAINHA DA NOITE, 35 - ITAQUERA, CEP: 08235-000.
CASO NÃO CONSIGA SALVAR E ABRIR POR ALGUM PROGRAMA, NOS INFORME QUE LHE MANDAREMOS POR E-MAIL.
SEMPRE AO INTEIRO DISPOR, RIBEIRO

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Comunidade reclama no Conseg de São Miguel

Diretores da AVDR - Quitéria - vice presidente, Ribeiro presidente e Àurea diretora de saúde.

Lideranças do Bairro de São Miguel e Itaquera se fizeram ouvir na reunião do Conseg – São Miguel 63ª DP. Todos os meses, em uma sala cedida pela Unicsul, são realizados reuniões do Conseg (Conselho de Segurança). Neste evento comparecem representantes de diversos órgãos do governo municipal e estadual.


Hoje 5 autoridades + o presidente do Conseg, compuseram a mesa.
São eles: José Ribeiro de Souza – Presidente, Antenor Gouveia – Ten. da Polícia Militar, Drº Antônio Paparella – Delegado titular da 63ª DP, Wilson da Silva – Sub Prefeitura de São Miguel, Paulete Zular – Representante da Saúde, Telma Honório – Inspetora da Guarda Civil Metropolitana.
Como sempre, diversos assuntos do bairro são levantados e os responsáveis tentam esclarecer, orientar ou solucionar questão se for caso.
A diretoria da AVDR, foi representada pelo seu presidente, Ribeiro, pela vice-presidente, Quitéria Libânio e a diretora de Saúde, Maria Áurea.
O questionamento feito por Ribeiro, Presidente da AVDR, ao Ten. da PM, Gouveia, é como está a questão da base ou posto policial no baixo do viaduto da Jacú Pêssego, na Av. Imperador.
Segundo o Ten. Gouveia, está em estudo e que no momento não é possível.
Como a comunidade do Pq. Guarani, sabe que a única coisa que o governo dará ao povo sem que ele precise é imposto e mais taxas, iniciará uma campanha por uma base da polícia no local.

DIRETOR DA AVDR, ELOGIA SERVIÇO DO HOSPITAL PLANALTO


O conselheiro fiscal da AVDR, José Paulino Nogueira, teve seu filho internado por 10 dias, no hospital planalto. Ele mandou e-mail para várias autoridades, criticando a situação na saúde e bom atendimento que recebeu no Planalto.
Abaixo seu e-mail, que também nos enviou.


Venho por meio deste fazer uma declaração de elogio a direção; a equipe médica e de enfermagem do hospital Planalto, que fica no centro de Itaquera. Meu filho Cezar Augusto Nogueira, recentemente foi internado com infecção no testículo esquerdo, após ter passado pelo Hospital Sta. Marcelina de Itaquera. Lá no Santa Marcelina, ficamos por mais de 4 horas e mandaram meu filho para casa com exame de urina alterado e seu testículo super inchado pela infecção.
Depois de 48 horas levei ele no Hospital Waldomiro de Paula (Planalto), e imediatamente foi internado pelo estado avançado da infecção. Ficou 10 dias internado, saindo deste Hospital, graças a Deus, ótimo de saúde.
Neste momento peço ao Prefeito GILBERTO KASSAB, e ao nosso governador JOSE SERRA, que olhem mais para este Hospital, porque já presenciei o governador Serra, na época em que era Ministro da Saúde, fazer entrega de vários equipamentos de última geração para o Santa Marcelina. Então porque equipar só este Hospital? Que atende tanta gente, colocando mais médicos? Porque o Santa Marcelina, esta sempre no vermelho? Pedindo ajuda para os governos e até para a população?
Agora imaginem Hospital Planalto, que não pede nada para ninguém. Quando chegamos lá para sermos atendido, eles não perguntaram, se você tem ou não plano de saúde.
È com muita indignação, mas também com satisfação e alegria, que estou enviando este e-mail para que todos vocês, que tem a responsabilidade com a população tão carente da zona leste, façam alguma coisa.
Quero aqui registrar meu agradecimento ao Drº Saturnino Cintra, Diretor e Urologista, que mesmo sendo diretor deste Hospital, avaliou meu filho pelo fato de não ter urologista - neste enorme hospital –
Se eu citasse o nome de alguma enfermeira ou médico (a) cirurgião (a), que cuidou de meu filho nestes 10 dias. com tanto carinho e dedicação, estaria sendo injusto.
Por isto agradeço a todos MEU MUITO OBRIGADO E QUE DEUS OLHE POR TODOS VOCÊS.

DEPUTADO ALDO REBELO, NO JORNAL FATO PAULISTA



Neste sábado 22, novamente estive com a diretora da AVDR, na “Coletiva com a Comunidade”, na redação do Jornal Fato Paulista - no centro de Itaquera. O entrevistado desta vez, foi o deputado federal e pré candidato a prefeitura de São Paulo, Aldo Rebelo.
Dona Quitéria, pediu ao deputado que viesse visitar nossa comunidade e que também nos ajudasse com os materiais para construção do Centro Recreativo AVDR.
Me parece que neste evento, fui a única voz dissonante, que não elogiou o deputado, justamente por ele, ter deixado de me responder um e-mail, datado de 20 de dezembro de 2006, em que lhe pergunto sobre os 94 %, de reajuste aos deputados e o que faz ou fez pelos milhões de assalariados com o mínimo deste país. Abaixo público na integra o e-mail que estava pendente e que li de viva voz.



20 de Dezembro de 2006

Saudações Cordiais
Sr Deputado. Aldo Rebelo

O Srº sempre vem na região da zona leste, onde sempre demonstrou ser um sujeito de boa índole e que prima por representar os humildes e desgraçados desse país. Sempre pregando uma revolução social. E agora que chegou ao poder, como presidente do congresso, um dos cargos mais importantes desta nação, de milhões de desempregados e injustiçados. Sendo o 2º homem na linha sucessória presidencial.
Vossa Excelência, tem mais ciência do que muitos, que nosso país tem políticas públicas inúteis, recursos escassos e mau aplicados. Além de não haver a menor fiscalização do congresso, também, não recebe sua atenção, no tange essas questões. No entanto, se dedicou com afinco em usurpar o erário público, mantido pelo contribuinte trabalhador - que fique bem claro - para promover essa vergonha e baixaria que é o reajuste do próprio salário em mais de 90%. Indo para R$ 24.500.
Da terra seca, Alagoas, de onde o Srº vem, quanto ganha um bóia fria? Um pião de roça? Um trabalhador braçal? Rural?
Quantas crianças, que não tem, se quer o pão nosso de cada dia para comer?? DIGA-ME POR FAVOR, Sr. presidente do congresso...................?????????
E vocês no congresso, levando uma vida de nababo, como se no Brasil, os índices de emprego, escolaridade, segurança, educação, saneamento básico, crescimento econômico, fosse similar aos de países europeus!!
Ou foi realmente reeleito para um novo mandato, somente para usufruir das benesses da vida pública?
Diga me por favor, o que fez para reajustar o salário mínimo de acordo, como manda a constituição??? Que deve suprir todas as necessidades básicas do ser cidadão.
Mas advogar em causa própria é muito mais prazeroso, não é Srº presidente do congresso?
Estarei aguardando por sua resposta para informar aos meus companheiros, de que eu estou equivocado.....

Abraços fraternos e sempre ao dispor.

Douglas Ribeiro, Presidente da ONG - AVDR, Jornalista, Líder Comunitário Servidor Público e Vice-Presidente da Cipa. Fale conosco pelo fone: 11 - 6151-8910 / 9591-7276 e-mail: jornalistaribeiro@hotmail.com

No final de minha leitura, sua assessora Fernanda Melazo, pediu para que eu enviasse o e-mail, que o deputado responderá. Certo disso, novamente enviei, só que agora no endereço dela.
Assim que eu receber a resposta estarei públicando aqui, assim como fiz com a resposta recebida do Senador por São Paulo, Eduardo suplicy.

sábado, 22 de setembro de 2007

COLETIVA COM A COMUNIDADE NO FATO PAULISTA

Nesta foto da esquerda para direita: RIBEIRO, VER. GILSON BARRETO E JORNALISTA LUÍS MÁRIO.


SALVE SALVE AMIGOS (AS) LEITORES (AS)

FOI NESTA TERÇA FEIRA (18), QUE PARTICIPAMOS DA COLETIVA COM A COMUNIDADE, PROMOVIDA PELO JORNAL FATO PAULISTA, SEDIADO NO CORAÇÃO DE ITAQUERA.
NESTA REUNIÃO SE FEZ PRESENTE O LÍDER DO GOVERNO E VEREADOR POR SÃO PAULO, GILSON BARRETO (PSDB).
UM BOM NÚMERO DE MEMBROS DIRETORES DA AVDR - WWW.AVDR.COM.BR , TAMBÉM PRESTIGIRAM O EVENTO COBRANDO E FAZENDO SUAS PERGUNTAS.
SÃO ELES: QUITÉRIA LIBÂNIO, JOSÉ NOGUEIRA, ANTÔNIO LOPES E O JOVEM PRESIDENTE DESTA ONG.
EU, SEMPRE QUE POSSO COLABORO FAZENDO AS FOTOS PARA ILUSTRAÇÃO DAS MATÉRIAS.
DONA QUITÉRIA PEDIU AO NOBRE VEREADOR, QUE VISITE NOSSA COMUNIDADE - AVDR, NO PQ. GUARANI. (NA POSTERIOR, ENVIAMOS OFÍCIO CONVIDANDO O VEREADOR).
EU POR MINHA VEZ, O INFORMEI QUE ESTAVA COM O CASO DA PASSARELA EM ABERTO, POIS SUA ASSESSORIA FICOU DE NOS AJUDAR DE ALGUMA FORMA COM A PASSARELA QUE TANTO PREITEAMOS NO PQ. GUARANI, SOBRE A VIA EXPRESSA JACÚ PÊSSEGO.

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

SENADOR SUPLICY RESPONDE


Dia desses mandei e-mail para os três senadores que representa São Paulo, no congresso com o seguinte questionamento.

SAUDAÇÕES CORDIAIS

PRECISAMOS SABER QUAL SUA POSIÇÃO QUANTO AO CASO RENAN CALHEIROS

Hoje obtive a resposta do Senador Eduardo Suplicy – PT.


Ribeiro,

Embora o e-mail fosse dirigido para o senador Mercadante envio-lhe cópia da carta de que escrevi para o jornal “Folha de São Paulo” e que foi publicada resumidamente na edição de ontem. Quero informar também que aprovamos nesta quarta-feira, na Comissão de Constituição e Justiça o fim das sessões e do voto secreto. A matéria agora será julgada em plenário. Estou lutando para que sua votação seja o mais rápido possível.

abraço, Senador Eduardo Suplicy

São Paulo, 15 de setembro de 2007

Prezados Otávio Frias Filho e Renata Lo Prete:

A manchete da 1a. p. de 12.9, a nota "Coreografia" do painel da "Folha" e o registro de parte de meu pronunciamento na sessão fechada suscitaram dúvidas que precisam ser esclarecidas. Numa votação de grande responsabilidade, por exemplo, um ministro do STF jamais revelaria o seu voto na véspera da sessão em que se dará o julgamento antes de ouvir inteiramente os argumentos da defesa.

Os jornalistas da "Folha" que cobrem o Senado sabiam que há varias semanas eu vinha dizendo que queria ouvir os esclarecimentos do Senador Renan Calheiros, se possível em sessão aberta, antes de tomar minha decisão. Garantir o direito de defesa é direito consagrado em nossa Constituição. Ele afirmou inúmeras vezes que dialogaria comigo. Marcou para a terça-feira, dia 11. Fui ao seu gabinete às 19:30 e de pronto me recebeu, chamando o Líder do PMDB, Senador Waldir Raupp, que testemunhou o diálogo de mais de uma hora. Deu longa explicação, respondeu às minhas perguntas de maneira cordial e respeitosa, como sempre foi a nossa relação, e entregou-me o seu memorial sobre os fatos. O jornalista Ranier Bragon da "Folha" veio ao meu gabinete, relatei-lhe do encontro e lhe dei uma cópia do memorial. Disse a ele que iria estudar todos os argumentos ali contidos. O fiz com atenção.

No início da sessão de julgamento no dia 12, ainda aberta, ao cumprimentar o senador Renan Calheiros, disse-lhe que se ele concordasse possivelmente poderia haver uma decisão soberana do plenário para que ela se tornasse aberta. Ele respondeu bravo, dizendo que quem agora presidia a sessão era o senador Tião Viana. Em meio às questões de ordem, na parte aberta da sessão, depois de eu dizer que queria revelar o meu voto, o Presidente Tião Viana alertou-me de que isso poderia anular a sessão. Na sessão fechada fui dos últimos a falar, ocasião em que externei as razões de meu voto. Pouco antes o senador Francisco Dornelles argumentara que, com respeito à não declaração do empréstimo à Receita Federal, só poderia ser considerado como crime depois de conclusão de inquérito pela Receita Federal, o que deu margem para que alguns se abstivessem. Em minha fala, expliquei que a quebra de decoro estava não tanto na não declaração em si, que poderia ter sido, e ainda não foi, objeto de retificação com o pagamento de multa, mas na explicação dada que, "por discrição", o presidente Renan Calheiros tinha deixado de declarar e, segundo, pela apresentação de emenda na LDO de 2005 para obra no cais de Maceió, de interesse da Mendes Jr, onde era diretor o amigo que lhe prestava uma gentileza. Naquele momento deveria ter dito ao Cláudio Gontijo que agora precisava de outra pessoa para levar a pensão à mãe de sua filha. Por isso, votei sim pela cassação. Não houve, portanto qualquer coreografia naquela visita, senão a minha vontade de conhecer, olho no olho, todos os argumentos do presidente do Senado.

Respeitosamente, Senador Eduardo Matarazzo Suplicy (PT/SP)

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Votem pela cassação do Renan já!!


Como eu gostaria, de ter algum dinheiro para financiar uma campanha fora Renan Calheiros. Mas fazer o que, se não tenho esse dinheiro? Apenas lamentar. Só que faço isso publicamente, pois votarem 40 a favor e só 35 contra sua cassação, é pura demagogia e hipocrisia de tudo que se prega no congresso.
Voce querido amigo que quiser utilizar o espaço para publicar sua indignação, fique a vontade.
abraços a todos.

sábado, 1 de setembro de 2007

Reunião na Sub e reportagem no Fato Paulista

Na edição desta quizena do jornal Fato Paulista, nossa ONG - AVDR, figura em duas reportagens.
Uma que fala da nossa próxima feijoada no dia 08 de setembro e a outra que fala de nossa reunião na Sub de Itaquera. Desta reunião ouvimos por parte do César, chefe de gabinete, que apenas precisamos fazer um ajuste no documento para que possamos dentro de alguns dias assinar o termo de cooperação.