segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Apenas um contra ponto

Ribeiro em sua sala de estar







A segunda feira embora ensolarada em São Paulo, não deve ter começado bem no Rio Grande do Sul, onde o Governador Sertório, teve sua prisão solicitada a Justiça por não conseguir equacionar as contas públicas na relação receita x despesa.
Com José Dirceu no xilindró novamente e Lula à solta, de boa na lagoa, continua a propaganda: Brasil Pátria Educadora, mesmo não tendo meta e a presidente dizendo que em breve a dobrará. Bom, não é mesmo pra entender, é só pra ler pois eu também não entendi quando no início do ano, Srº Levi, mãos de tesoura cortou R$ 12 bilhões da educação.
A recessão é só na economia, pois lá em Brasília o Staff governamental continuam a gastar o que pode e como pode o dinheiro do povo trabalhador.
Em São Paulo, o Prefeito Haddad impôs 50 km por hora para o trânsito enquanto em Brasília Lamborghini e Ferrari são apreendidas.
Enquanto FHC discute como salvar o Brasil, Lula em seu Instituto discute como salvar a pele da mãe e do pai do PAC.
Como Romário diz que toda dinheirama descoberta na suíça não é dele, a CBF presidida por Del Nero, aquele que ser for na Suíça, não pagará estadia nem alimentação, apoia Zico para Presidência da FIFA.
Já que Cunha, presidente do Congresso Nacional querendo ser igual a Nero, bota fogo em Brasília e não é candidato a nada, Datena lançou sua candidatura à prefeitura de São Paulo.
O Juíz Moro está com fama de bom moço e Salvador da pátria, por outro lado a advogada Beatriz Catta Preta, abandonou o Brasil e a carreira, pois virou bode expiatória da seríssima CPI da Petrobrás.
E pra finalizar as contradições, ontem, 02 de agosto, visitei a feira do livro organizado pela prefeitura de SP e por conta da festa da Cerejeira no Pq. Do Carmo, Itaquera, SP, o parque estava lotadíssimo, bem diferente de como estavam as salas no retorno as aulas.